Loading...
Skip to content
 
Decreto
 
Publicado no D.O.E. em 12.11.2002
Este texto não substitui o publicado no D.O.E

Índice Remissivo: Letra C - Cesta Básica

 

DECRETO Nº 32.161 DE 11 DE NOVEMBRO DE 2002

 
     

Dispõe sobre o ICMS incidente nas operações com as mercadorias que compõem a cesta básica.

 

A GOVERNADORA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas atribuições legais, considerando o disposto no Convênio ICMS 128/94, de 20 de outubro de 1994, e no artigo 4º, da Lei nº 3.188, de 22 de fevereiro de 1999,

D E C R E T A:

Art. 1º Fica reduzida a base de cálculo do ICMS nas operações internas com as mercadorias constantes do Anexo Único, de tal forma que a incidência do imposto resulte no percentual de 7% (sete por cento) sobre o valor da operação.

§ 1º Com relação ao leite líquido, não será aplicada a redução de base de cálculo prevista no Convênio ICM 25/83, de 11 de outubro de1983.

§ 2º Na hipótese de as mercadorias relacionadas no Anexo Único serem tributadas com alíquota superior a 7% (sete por cento), será exigida a anulação proporcional do crédito, nos termos do inciso V, do artigo 37, da Lei nº 2.657, de 26 de dezembro de 1996, por ocasião de sua entrada no estabelecimento.

§ 3º Para os efeitos do parágrafo anterior, o contribuinte deverá se creditar do imposto pela aplicação do percentual de 7% sobre o valor de entrada da mercadoria em seu estabelecimento.

(Nota: Veja os artigos 1º e 2º do Decreto nº 35.528/2004 , com efeitos a partir de 1º de maio de 2004)

Art. 2º REVOGADO

(Art. 2º revogado pelo Decreto nº 46.543/2018, vigente a partir de 01.01.2019)

redação(ões) anterior(es) e/ou original ]

Art. 3º É permitido ao estabelecimento industrial o aproveitamento integral dos créditos do ICMS relativos aos insumos utilizados na produção de mercadorias constantes da cesta básica.

Art. 4º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário, em especial o Decreto nº 21.320, de 16 de fevereiro de 1995, o Decreto nº 25.221, de 24 de março de 1999 e a Resolução SEEF nº 2.548, de 22 de fevereiro de 1995.

Rio de Janeiro, 11 de novembro de 2002

BENEDITA DA SILVA

 

Anexo Único

1

 feijão;

2

 arroz;

3

 açúcar refinado e cristal;

4

 leite pasteurizado líquido, não incluído o que sofreu tratamento térmico de ultrapasteurização (UHT);

5

 café torrado ou moído;

6

 sal de cozinha;

7

 gado, aves, bem como os produtos comestíveis resultantes de sua matança, em estado natural, resfriado ou congelado;

8

 pão francês de até 200 g;

9

 óleo de soja;

10

 farinha de mandioca;

11

 farinha de trigo, inclusive pré- mistura destinada exclusivamente à fabricação de pães;

12

 massa de macarrão desidratada;

13

 sardinha em lata;

14

 salsicha, linguiça e mortadela;

15

 charque;

16

 pescado, exclusive crustáceos, salmão, adoque, bacalhau e moluscos, exceto mexilhão;

17

 alho;

18

 margarina vegetal, exclusive creme vegetal, acondicionada em embalagem de até 500 gramas;

19

 fubá de milho;

20

 escova dental;

21

 creme dental;

22

 sabonete;

23

 papel higiênico;

24

 vinagre;

25

 preparado antissolar com fator de proteção solar igual ou superior a 30 (trinta);

26

 repelente de insetos com ao menos um dos componentes como Icaridina, DEET ou IR 3535, em sua composição.

27

água mineral em embalagens retornáveis de 10 (dez) ou 20 (vinte) litros.(NR)

(Item 27 do Anexo Único, acrescentado pelo Decreto Estadual nº 46.228/2018, vigente a partir de 01.02.2018)

(Anexo Único, alterado pelo Decreto nº 45.755/2016, vigente a partir de 15.09.2016)

 

 

 

Locais do Estado do Rio de Janeiro
Locais do Estado do Rio de Janeiro

Secretaria de Estado de Fazenda do Rio de JaneiroAv. Presidente Vargas, nº 670 - Rio de Janeiro / RJ -20071-001 - Telefone Geral - (21) 2334-4300

Tecnologia: Superintendência de TI e Comunicação - SUTIC

v20211217-1